Esclarecendo o Golpe de Estado que se vive no Brasil

Alexandre Banhos Cam -

Há uns dias no pgl.gal apareceu um artigo meu, no que falando de certas particularidades da Justiça espanhola, acabava conetando o assunto com a existência de um processo de Golpe de Estado em andamento no Brasil.  A realidade é que muito pessoal ficou surpreso, pois pensava que no Brasil estava havendo um processo firme de luta contra a corrupção que não poupava ninguém[1].  Pois essa é a ideia que se acha nos meios ao publicarem notícias do Brasil.

Um Golpe de estado é alcançar o governo com meios ilegítimos, e isso é o que temos no Brasil.

O Brasil é uma democracia na que Congresso (poder legislativo), e Presidência (poder executivo), são eleitos diretamente pelo povo, em eleições diferentes.  O Presidente só pode ser mudado mediante os votos dos eleitores.

É o que se chama um regime presidencialista.

A constituição brasileira recolhe a figura do impeachment[2], é dizer, um procedimento mediante o qual o presidente pode ser removido, ainda estando em vigor o seu mandato. Porém no seu artigo 85[3] taxa aqueles crimes do Presidente que podem ser objeto de impeachment.

Aos dous dias de ter lugar as eleições presidenciais de 2014,  Fernando Henrique Cardoso[4] exprimia o resultado das eleições na imprensa: Em Brasil e sobre tudo no noroeste, o povo é analfabeto e ao votar não sabe o que vota[5], em realidade o Brasil deveria ter um sistema onde só votassem os preparados.  

Eis a linda declaração de fé democrática do ideólogo das direitas no Brasil. 

A Eleição para ele foi ilegítima. O princípio democrático de que a democracia é a vontade do povo e que por princípio o povo ao falar em democracia sempre tem razão, aqui foi invertido.

Na primeira semana após as eleições apareceram na Globo e na imprensa as declarações de conspícuos lideres, de que havia que fazer impeachment a Dilma: Há que votar fora o PT. Sobram razões, simplesmente temos que construir socialmente o projeto, está eleição foi um roubo porque uma parte do povo brasileiro não sabe votar. De não fazermos isso o PT vai-se consolidar e ganhar as próximas eleições também.

A mídia brasileira tem uma peculiar caraterística, é um pequeno oligopólio, no que não existem meios públicos, nem há pluralidade nos meios, sendo todos ligados à direita, encabeçados pela onipresente Globo, a rede que fora alimentada pela ditadura militar.

Como é óbvio a campanha contra os governos do PT vem de longe, acrescentando-se sob a presidência de Dilma Rousseff, fonte de todo mal para essa mídia.

Essa campanha vem dividindo o país em dous blocos que se odeiam, e tivemos um bom exemplo concreto disso, durante a copa do mundo celebrada no seu primeiro mandato. Quanto brasileiro desses que andam com a camisola da Federação de futebol -provavelmente uma das instituições mais corruptas do país, se não a mais-. dizia-me: Alexandre, eu desta vez não quero que o Brasil ganhe a copa, é duro, mas é por uma boa causa, se perdermos, isso cairá nas costas da Dilma e vai pra rua.

No partido inaugural da copa,  ao chegar a Presidenta, o estádio berrou -Dilma vai tomar no cu-. Vergonhoso

Tecendo o Golpe

Esse tecer o golpe, e paralelo do processo de como se construiu socialmente o golpe em 1964[6], mais do que se poda em princípio pensar, mudaram as formas nestes tempos do Big Data, onde a intervenção pode ser mais puntual, mas os agentes seguem a ser os mesmos: Mídia, direita brasileira, e Estados Unidos de América -o poder imperial global-.

a) A corrupção

Todas as leis que há no Brasil contra a corrupção são obra do PT.  A operação lava-jato, só pudo ser possível pelas reformas legais da Dilma.

Porém o que será objeto de estudo no futuro é como a cousa virou contra o partido menos corrupto do sistema brasileiro. Algum dia saber-se-á de jeito sério e em pormenor, de como o assunto conhecido como lava-jato, foi parar -como se fosse por erro- a um juiz federal periférico do estado do Paraná, Sérgio Moro[7] -que era o responsável da sua 13 vara (instância)-, sendo um assunto que não tinha nada a ver com ele, nem por sede da empresa/s implicadas, nem por lugar de serem os presuntos feitos envolvidos, nem tampouco os acusados, nem por nada, mas num desses milagres arranjados a cousa caiu nele, num personagem que está caracterizado pela seu fanático posicionamento de direita e anti PT[8] (que bem que o exprimia nas redes sociais) e com a sua mulher trabalhando de lobysta da Halliburton[9] para que sectores económicos brasileiros sejam entregues a empresas norte-americanas, concretamente as reservas petrolíferas da pre-sal.

O Brasil tem um sistema eleitoral que é único no mundo, onde o voto é com listas abertas e para cada órgão, cada votante vota por um máximo de uma pessoa.  Este sistema faz muito frágeis os partidos. As siglas significam muito pouco e a fidelidade partidária é escassa. Há 24 partidos no Congresso e o nome das siglas diz bastante pouco da natureza verdadeira do partido. Além disso,  as eleições no Brasil são extremamente caras, e fora de caciques locais bem estabelecidos e com forte rede de “dependentes clientelares”, cada deputado precisa além da “ajuda” do partido, dispor  seus próprios recursos e a projeção da mídia.  È um sistema desenhado desde a gênese, com uma trapaçaria que garanta a sua engranagem.  De facto o que revelou o processo do Lava Jato, é a existência de um sistema de propinas aos políticos perfeitamente organizado e com raízes na ditadura, que permanece constante ao longo dos anos, e no que estão envolvidos por cima do 85 % dos políticos brasileiros de todo lado.

Além de reformas estruturais, o país precisa de reformas políticas, mas a única que está sobre a mesa tentando enfrentar isso foi formulada pelo PT.

O juízo do Mensalão[10] podia ter sido a ocasião para um debate público sobre o sistema político brasileiro, e o porque ele não funcionaria sem corrupção, fazendo difícil a governança, porém em vez disso tivemos  um assalto mediático ao PT, e a fumaça partidária e geradora de ódios não deixou ver a ralidade.

Olhemos se é a corrupção a causa do golpe para o impeachment a Dilma.

A resposta é taxativamente não.

Em nada é acusada de assuntos de corrupção a presidenta Dilma, não só isso todos aceitam com a boca pequena que Dilma[11] é a pessoa mais honrada que existe na política do Brasil, tampouco há nenhuma acusação contra Lula, alem da encenação golpista do juiz Moro. No texto do impeachment, nem uma só palavra sobre corrupção figura, por mais que a mídia a coloque como palavra de ordem, -repitamos mil vezes que segundo o princípio Goebeliano, a mentira virará verdade-.

Porém há corrupção é muita, e ela está  agindo no Golpe-  O impeachment constitucionalmente, fica nas mãos do presidente da câmara, ele só é quem tem capacidade de o apresentar. No caso presente esse posto é ocupado pelo vigarista máximo Eduardo Cunha[12].  Não é figura literária, como tal está reconhecido pela justiça que o declarou reu. Mas não foi intimidado pela justiça, para ele ter de deixar o cargo, o qual fala-nos do conluio golpista. Ele em sede parlamentar agira como um chantagista, pedindo à presidenta Dilma, que se lutava para que os seus problemas com a justiça acabassem, ele não apresentava o impeachment.

O Vice-presidente Michel Temer[13] que ocuparia o lugar da Dilma, sim que está envolvido em corrupção. E quem acompanham a Cunha na direção do impeachment são todos corruptos, acusados em múltiplos processos.

Foi escolhida no meio de uma bagunça e de um processo acelerado, uma comissão para decidir se o impeachment ia para avante. Estava composta essa comissão por 65 deputados, de eles 52 apareciam no Lava-jato, encontrando-se 37 inseridos em processos de corrupção.  A comissão deu para avante ao impeachment por 38 votos a favor e 27 em contra. Olhemos como votaram os incursos em corrupção 35 (35 de 38) a favor do impeachment, 2 em contra (2 de 27)[14].

Todos os golpistas sabem que conseguido o objetivo, todas as leis de Dilma e os seus processos contra a corrupção vão ir ao esgoto.

Qual é a principal acusação contra a Dilma.  A de violação da lei orçamentaria em junho de 2015 com as famosas pedaladas fiscais. Em que consistia isso: Pois em que as receitas públicas não seguiam a despesa, e havia que fazer frente a pagamentos, desde bolsa família até muitas outras atividades, e para isso se usaram recursos dos bancos públicos Safra e Caixa, não orçamentários e sem pagamento de juros[15].  Para fazer isso, não foi precisa a intervenção da Presidenta, havia as petições de múltiplas entidades, inclusas alguma que agora pede o impeachment, houve 28 informes técnicos, sobre os pormenores do assunto, incluído o do órgão de controle orçamentário da União, que colocou em relevo que só nos últimos 20 anos, a essa prática houve que se recorrer por 44 vezes. Tudo foi feito em junho sem a Dilma dizer nada, era o funcionamento normal, a fins de julho, o órgão de controlo orçamentário, pede a Dilma que emita um decreto regularizando o que tinha feito já a própria administração, pois o Decreto era sempre a cobertura legal de essa prática. A fins do verão foi regularizada a situação com os bancos.

Efeito nas empresas

O processo do Lava-jato está servindo, não tanto para que empresários corruptores deixem de sê-lo, se não para sectores económicos brasileiros de enorme importância se encaminhem para o seu desmantelamento, concretamente o petrolífero, assim como o das novas multinacionais brasileiras impulsionadas sob a política do PT.

À Petrobras,  retirou-se-lhe já, o direito a exploração em exclusiva que lhe ficava sobre o 30% das reservas da Pre-sal[16], mas a poderosa e golpista FIESP (Federação de industrias do estado de São Paulo), na sua página web exprime que isso ainda não é suficiente.

O que resulta mais interessante de isso, vem logo após descobrirmos que na FIES, tem a voz cantante e dirigente, as grandes empresas estrangeiras instaladas no estado, não o capital brasileiro, e que aí há mais “empregados” da Halliburton.

Estados Unidos

Os governos do PT no Brasil, eu caraterizo-os como governos nacionalistas brasileiros, na senda de outros governos anteriores como os de Getúlio Vargas, (quem por certo suicidou-se para evitar um golpe[17]), os de Juscelino Kubisheck etc, mas com o coração virado a grande maioria excluída da população brasileira, é dizer na esquerda.

O PT  travou a implantação universal do ALCA em Sul-América, sendo o Brasil, a primeira garantia continental das forças progressistas; -de isso poderia pôr muitos exemplos, -quantos países podem falar por isso-. Brasil desenvolveu com os parceiros dos Brics sistemas de pagamento nas moedas nacionais sem dependerem do dólar, lançando bancos de desenvolvimento que convertiam ao Brasil no cerne de um novo projeto latino-americano não dependente, e com um leque de medidas na sua pasta a desenvolver, para converter ao Brasil num importante ator do agir internacional e garantir a independência nacional de esta nova potência, -dentro de manter boas relações com os USA- mas com independência do controlo americano...

Os projetos do PT, que estavam na agenda para um sistema de comunicações de Brasil e latino-americano,  independente do HUB da Florida, foi a primeira cousa que a maioria parlamentar da direita lhe fixo esquecer a Dilma no seu segundo mandato, e não era porque travasse o desenvolvimento tecnológico do Brasil, todo o contrário.

Voltar a terem os USA o controlo ferrenho e dependente de Latino-América, é impossível sem terem o controlo do Brasil, é o enfraquecimento USA é incontornável se todo o mundo que eclosona sob os Brics não for travado. Isso explica também o interesse tão potente que tem os USA no Golpe que se quer levar a cabo no Brasil, ainda que agora se usem os Halliburtons e a informação da Big Data. 

Que vai passar no Brasil se o Golpe vai avante

O primeiro que desapareceriam, sob esse governo que se chamaria de Salvação Nacional, como o foram todos os governos golpistas,  seriam as leis de luta contra a corrupção e o processo lava-jato, chegado a sua verdadeira conclusão.

            2) Como querem ficar por tempo, fariam algumas mudanças constitucionais e dos sistema eleitoral, e tenhem maioria assustadora para isso, para se garantirem que a esquerda não possa voltar a ganhar as eleições.  Isso iria acompanhado de perda de liberdades civis, que só se sabe com certeza o que valem, quando é que elas se perdem.

            3) Tem prometido na mídia, que tirado o PT haveria crescimento e trabalho pra todos; mas sabem muito bem que não vai ser assim, o mundo todo está afundando num agravamento da recessão e crise,  bolhas bancárias e outras a ameaçam com estourar por todo o lado.

Para garantirem-se ganhos, e servirem seus amos estrangeiros, desmantelariam setores industriais brasileiros (Petrobras) e entregar iam à América: O petróleo pelo seu valor estratégico e outras reservas, e a construção de infraestruturas, das que no Brasil tem-se que fazer um grande esforço, por haver enormes empresas super corruptas internacionais querendo isso, e elas sim que sabem serem as rainhas da propina etc.

4)      Assaltariam as terras indígenas e as massas florestais virgens.

5)      Reduziriam todos os direitos ganhos pelos trabalhadores e as masas populares sob o governo do PT, com o que também acabariam com um bom bocado da demanda interna acrescida. E perante as queijas sociais crescentes, haveria uma utilização partidista da justiça perseguindo o PT e a esquerda  TODA como causantes de todos os males que assolam o Brasil, e usando mão dura contra o povo trabalhador e suas lideranças sociais. Em definitiva mão dura.

A democracia brasileira após o Golpe vai entrar num processo de redução e estagnação. Como diz o Chico Buarque o outro dia: Outra vez não, que eu já vivi o anterior e sei de que vai isto.

 

[Galiza, Abril de 2016]


[1]             A capacidade de controlo social e de manipulação das massas, chegou a uns níveis incomparáveis neste mundo da BIG Data do novo milênio, em comparança com todo o que houve antes; assusta um pouco o que se pode    fazer connosco, e não sermos quem de apercebermos.

                As redes sócias ecoam o que a grande mídia proclama, o que não for isso, é como procurar uma agulha num        palheiro.

                Vou dar um exemplo que há resultar muito claro na Galiza. Se eu comentasse que o diretor do jornal vasco            Berria, e o diretor do jornal catalão Vilaweb, são das pessoas mais informadas, todos acreditariam, porém  mais      o dia que os golpistas tentaram meter a Lula no cárcere eles comentaram o facto nos seus jornais sob a            chancela de cartas cruzadas, e o que eles exprimem é exatamente o mesmo que o que publica no estado   espanhol o jornal golpista brasileiro El País, nem mais nem menos. Se essas pessoas não escapam a como        somos condicionados para vermos as cousas, e que qualquer pode tragar rodas de moinhos e cada dia mais e                 mais grandes.

[2]             Tomada diretamente da legislação dos USA, incluído o nome

[3]             http://www.jusbrasil.com.br/topicos/10628072/artigo-85-da-constituicao-f...

[4]             Antigo presidente brasileiro, atual presidente de honra do partido PSDB, conhecidos popularmente por tucanos e que são quem marcam a agenda da direita. Ele é sociólogo

[5]             http://www.pragmatismopolitico.com.br/2014/10/fhc-diz-que-eleitor-de-dil...

[6]             http://www.cartacapital.com.br/politica/a-grande-impressa-apoiou-o-golpe-e-a-ditadura-e-nao-teve-papel-relevante-para-o-fim-do-regime-1979.html

                http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/03/1964-ou-2016-voce-consegue-identificar-de-quando-sao-essas-manchetes.html

                http://www.cartacapital.com.br/blogs/blog-do-grri/as-historias-de-1964-ainda-hoje

 

[7]             Eis a forma simpática como apresentam em youtube o grupo Porta dos Fundos, a pesquisa com a delação premiada no tema da corrupção https://www.youtube.com/watch?v=m92wwsCxk7k

[8]             Ao aparecerem os papeis de Panamá onde estão desde O FHC passando por pessoas petencentes a 8 partidos, possuidores da Globo e demais mídia, incluído o juíz do supremo que dirigiu o juízo do Mensalão. Ao saber que não estava ninguém do PT, o Juíz Moro declarou que nada disso se tomasse em consideração.

[9]             É uma empresa que alcançou seu cume sob a direção de Dick Cheney, no seu ronsel há guerra, golpes. e todo tipo de trapaçarias, está muito ligada ao departamento de estado USA

[10]           http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Principios-Fundamentais/Para-entende...

[11]           Eis a advogada paulistana que redigiu a pedido de Cunha a proposta de impeachment explicando as razões num ato da direita golpista: https://www.youtube.com/watch?v=YCprTxXTg7g

[12]           http://www.cartacapital.com.br/politica/reu-por-corrupcao-cunha-ve-pressao-aumentar

[13]           http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/suspeito-de-corrupcao-temer-e-investigado-pelo-supremo

[14]           http://www.e-farsas.com/35-dos-38-deputados-que-votaram-favor-do-impeachment-sao-corruptos.htm

[15]           Informe do adviogado geral da união â proposta de impechment http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-temporarias/especiais/55a-legislatura/denuncia-contra-a-presidente-da-republica/documentos/outros-documentos/manifestacao-da-denunciada/ManifestaodaDenunciada.PDF

[16]           https://pt.wikipedia.org/wiki/Camada_pr%C3%A9-sal

[17]           http://super.abril.com.br/historia/e-se-getulio-vargas-nao-tivesse-se-suicidado

 

Volver