A terceira via para o abismo

- José Goulão

No meio das ruínas da arquitectura política em extinção tornou-se evidente que o papel da social-democracia oficial na gestão do neoliberalismo, mesmo temperada pela «terceira via», se tornou descartável, inútil. Cumpriu o papel, mas cabe agora à direita pura e dura, nas suas variantes que chegam até aos extremos do populismo e do fascismo, gerir o sistema neoliberal

Época de cambio e cambio de época

- Emir Sader

Gobernos como os de Mauricio Macri en Arxentina e Michel Temer en Brasil apuntan o que a dereita do continente promete: o retorno das depresións económicas, do desemprego a longa escala, da exclusión social, do retroceso en termos de dereitos sociais

Análise da crise política: o Brasil não está só no mundo

- Samuel Pinheiro Guimarães

A eleição de Lula e seu Governo colocaram em risco o objetivo permanente norte-americano de implantar políticas neoliberais em toda a América Latina e de incorporar as economias latino-americanas à sua economia, de forma subordinada. A articulação política e econômica de Lula/Kirchner/Lugo/Correa/Evo/Chavez reforçou a necessidade, para os EUA, de uma reação estratégica    

Venezuela: o processo da Assembleia Constituinte

- Gilberto López y Rivas

A Constituinte é o caminho da paz em que o soberano é o povo da Venezuela. É a grande convocatória para um diálogo nacional com o objectivo de conter a escalada da violência política. Procura-se a constitucionalização das novas formas da democracia participativa e protagonista, a partir dos novos sujeitos do Poder Popular

A luta de classes em França, século XXI

- Daniel Vaz de Carvalho

Macron representa as classes que defendem a manutenção das estruturas capitalistas implantadas na UE, mesmo que admitam a necessidade de "reformas", a habitual cosmética para imporem a sua agenda: concentração de poder, decisões tomadas por burocracias que se assumem como elites

Portugal: A melhor solução é a saída unilateral do Euro

- Octávio Teixeira

A recuperação da soberania monetária permite reduzir substancialmente os constrangimentos orçamentais ditados pelo Tratado Orçamental, possibilitando o aumento do investimento público, a sustentabilidade e melhoria das funções sociais que ao Estado incumbem, e a redução da carga fiscal

América Latina: Entre o “proteccionismo” de Trump e o “librecambismo” neoliberal

- Gonzalo Fernández Ortiz de Zárate e Juan Hernández Zubizarreta

A axenda de Trump, xa desde a súa xénese, en ningún caso pode entenderse como unha proposta contrahexemónica nin alternativa, xa que tampouco ofrece resposta ningunha á crise do capitalismo, ao colapso ecolóxico, nin ao conxunto de dominacións de clase, xénero e raza/etnia vinculados a este. Tampouco o pretende

Cara a unha «primavera latina»?

- Thierry Meyssan

Os tres principais Estados latinoamericanos (Brasil, México e Venezuela) están a ser desestabilizados ao mesmo tempo. Semella que os neoconservadores estadounidenses, prevendo un posíbel restablecemento da paz en Siria, estivesen acelerando a aplicación dos seus plans en Latinoamérica

Refugiados, crise sem fim à vista

- João Pimenta Lopes

A par do criminoso Acordo UE-Turquia, e dos vergonhosos muros erigidos nos Balcãs (mas não só: Grécia, Espanha, França e Áustria são países com muros fronteiriços), a UE tem envidado esforços que projectam para Sul as suas fronteiras

Venezuela, o desexo imperial e a Constituínte

- Ángel Guerra Cabrera

Mentres a contrarrevolución se consome nos seus actos violentos porque sabe que o tempo xoga contra ela, o chavismo avanzou aceleradamente no diálogo previo á ANC que o presidente Maduro impulsa dentro dos sectores populares, as forzas armadas e cos partidos opositores que se sumaron


Quizais quixo dicir:

Acontece

< Xuño 2017  
Lun Mar Mér Xov Ven Sáb Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    
Próximos acontecementos
Actualmente non hai eventos próximos